Terça, 07 de Dezembro de 2021 03:39
83 9.9870-0330
Saúde Saúde Animal

Adota Patos interrompe castração de cães após retirada de médicos veterinários e apoio por parte da Prefeitura de Patos

Os insumos vinham a conta gotas e insuficientes, quando não vinham diferentes do material correto a ser utilizado.

29/09/2021 17h15 Atualizada há 2 meses
Por: João Luis Gomes Fausto Fonte: Polêmica Patos
Créditos: Coordecom
Créditos: Coordecom

Em nota divulgada na tarde desta quarta-feira, dia 29, a Organização Não Governamental Adota Patos relatou uma série de questões que levaram à interrupção da castração de cães e gatos que estava acontecendo em parceria com a entidade e a Secretaria de Saúde do Município de Patos.

 

Veja o comunicado enviado à imprensa:

 

“É com imensa tristeza que comunicamos a suspensão do projeto de castração da ONG Adota Patos. Também informamos que a parceria entre prefeitura e ong, que não foi definida em documento oficial, pois o secretário de saúde  SEGUNDO mesmo cumprindo sua palavra à época, não teve tempo para oficializar juridicamente. No entanto, foi dito pelo prefeito que seria seguido o cronograma estabelecido pelo saudoso e homem de palavra SEGUNDO. 

 

Acontece que em meados de julho foi feita matéria dando conta da parceria para castração de animais de rua, em parceria com a ong adota Patos; fotos e secretários  e vereadores e demais envolvidos estiveram no local onde a ong montou o projeto, tendo reformado partes do prédio e conseguido a certificação do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) para funcionamento legal das cirurgias. A prefeitura por sua vez entraria com dois médicos veterinários e os insumos para castração de cães e cadelas em situação de rua. Parte foi cumprida, contratados dois médicos veterinários. 

 

Os insumos vinham a conta gotas e insuficientes, quando não vinham diferentes do material correto a ser utilizado. Buscamos de tudo para solucionar o problema, inclusive até comprar material sem ter condições financeiras para tal. Como não houve retorno por parte dos responsáveis, nós decidimos exigir que fossem colocadas em contrato as obrigações das partes e assim retomaríamos os procedimentos. 

 

Diga-se de passagem que a parceria durou pouco mais de um mês, justamente pela falta de insumos necessários e essenciais para realização das CASTRAÇÕES. Foi então que fomos pegos de surpresa com a retirada dos veterinários e o pedido de devolução dos equipamentos cedidos à ong.

 

Não nos admiraria se o próximo passo for não seja pedir o prédio onde a ONG com tanto trabalho e esforço reformou e fez de um prédio abandonado, algo de bom para os animais e para sociedade PATOENSE, já que nosso trabalho é reconhecidamente de utilidade pública e também de saúde pública. Mas o que mais revolta é a inércia do prefeito em relação aos problemas de animais de rua, já que é crescente as demandas e notória a falta de atenção com os casos vistos em nossa cidade.

 

Mas seguimos firmes e temos certeza que a sociedade PATOENSE há de se mobilizar para que o trabalho de castração não fique parado. 

 

Diante de tudo exposto, queremos agradecer a todos os colaboradores e pessoas que nos ajudam diariamente, e dizer que vamos seguir firmes e em breve estaremos de volta dando nossa contribuição e fazendo pelos ANIMAIS, pois, feliz daquele que tem a lealdade de um animal, já que os homens não inspiram tanta confiança, e menos ainda aqueles que se dizem gestores da coisa pública.

 

Pensamos nós que uma coleira vale muito mais do que uma gravata manchada de certos tipos de atitudes. 

 

Deus nunca abandona os seus e certamente vai mostrar uma solução.

 

Ong Adota Patos

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias